sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Bem eu queria...


...não bater mais no "ceguinho" arrogante, mas ele não pára de nos desferir bengaladas!

Enquanto os alunos tremem de frio por essas escolas do interior; os assaltos a bancos, ourivesarias, multibancos, restaurantes e farmácias, continuam em ritmo acelerado, fazendo disparar o clima de insegurança; os vírus atacam a P.J.; profissionais do crime, useiros e vezeiros em delitos com violência, aguardam pelos julgamentos em liberdade, com o aval do execrável Código que os protege em desfavor das vítimas; os B.I. portugueses falsos, passam de mão em mão por essa Europa fora; a polémica avaliação dos professores é salva por um só voto no Parlamento; 20.000 empresas, pequenas e médias, abrem falência, remetendo para o desemprego milhares de trabalhadores, sem que o auto proclamado Salvador dos grandes empresários lhes acuda; enquanto o Primeiro promete desafogo aos portugueses e as famílias se afogam num mar de endividamento; nos EUA, o berço da nova crise financeira, da global que a nossa já tem barbas, seguido dos principais países europeus, se baixam os impostos que mais delapidam os débeis orçamentos familiares, para que não se sacrifiquem, ainda mais, os cidadãos, por cá assobia-se para o lado e nega-se a recessão.

Enquanto............, o aparelho partidário que domina os poderes executivo e legislativo deste País se lançou já em, furiosa, descarada e precoce campanha eleitoral, com as máquinas de propaganda já em velocidade de auto estrada, assustando e encostando os portugueses à parede, e lhes exige, com muito descaramento e vergonha nenhuma, uma maioria absoluta, vemos um Povo acabrunhado, de costas ao léu, pondo-se a jeito para receber mais umas bengaladas!...